01  Serviço E. - Sobre

ANIMAR — Serviço Educativo

Como parte integrante do trabalho desenvolvido na Solar — Galeria de Arte Cinemática, o Serviço Educativo é um projeto desenvolvido com o objectivo de criar paralelo com a programação anual, fazendo a introdução aos mais novos das temáticas da arte e do cinema.

A Curtas Metragens CRL é uma Cooperativa de Produção Cultural que nos últimos anos tem apoiado a atividade letiva em Vila do Conde, concelhos vizinhos e um pouco por todo o país.

Objetivos e Propostas do

Serviço Edicativo

O Serviço Educativo da Curtas Metragens CRL desenvolve ao longo do ano atividades de mediação entre os projetos de programação cultural da Cooperativa e os diversos públicos. O seu principal objetivo consiste em criar um elo de ligação entre a comunidade, as exposições e atividades paralelas, focadas em diferentes linguagens e formas de expressão artísticas apresentadas pela Solar - Galeria de Arte, Agência da Curta Metragem e Curtas Vila do Conde - Festival Internacional de Cinema.

Maria Cardoso
Produção Solar

Eget mi proin sed libero enim sed faucibus. Cursus mattis molestie a iaculis at erat. Sed augue lacus viverra vitae congue eu consequat ac. Urna cursus eget nunc scelerisque viverra mauris in. Venenatis lectus magna fringilla urna.

Bruna Oliveira
Apoios

Eget mi proin sed libero enim sed faucibus. Cursus mattis molestie a iaculis at erat. Sed augue lacus viverra vitae congue eu consequat ac. Urna cursus eget nunc scelerisque viverra mauris in. Venenatis lectus magna fringilla urna.

Ana Luísa Martins
Coordenação Serviço Educativo

Licenciada em Cinema pela Universidade da Beira Interior, com pós-gradução em Fotografia e Cinema Documental pela Escola Superior de Media Artes e Design do Politécnico do Porto. Tem vindo a desenvolver o seu trabalho entre as áreas de cinema e fotografia.

No cinema tem colaborado em curtas-metragens e longas-metragens, navegando por várias áreas, desde a imagem, à produção e à representação. “Noite Turva”, curta-metragem que produziu teve estreia internacional no Festival de Cannes em 2021 e foi prémio da Competição Nacional do Festival Curtas de Vila do Conde em 2020. Nos últimos anos tem estado mais ligada à distribuição e agora ao serviço educativo.

Na fotografia e artes visuais tem vindo a desenvolver trabalho maioritariamente documental ou biográfico, tendo participado em várias residências artísticas e com presença em várias exposições colectivas.

Miguel Dias
Direção artística

Nasceu no Porto a 19 de Junho de 1966. Nacionalidade Portuguesa. Licenciatura em Design de Comunicação – Arte Gráfica, na Escola Superior de Belas Artes do Porto em 1992. Frequência do 2o ano do Curso de Pintura da Escola Superior de Belas Artes do Porto em 1986. Fundador do Festival Internacional de Curtas Metragens de Vila do Conde em 1993 e, desde então, membro da direção e da Comissão de Seleção das Competições Internacional e Nacional. Programador de diversas secções retrospectivas e extra-concurso no Curtas Vila do Conde — Festival Internacional de Curtas Metragem e em diversas mostras e ciclos noutros locais em Portugal e no estrangeiro. Representante do Festival Internacional de Curtas Metragens de Vila do Conde em inúmeros Festivais internacionais em Portugal e no estrangeiro. Atualmente coordena as ações da Agência da Curta Metragem, de venda e distribuição de curtas portuguesas. Produziu algumas curtas-metragens, estando atualmente envolvido em dois novos projetos, um de ficção e outro documental.

Nuno Rodrigues
Direção artística

Licenciado em Artes Plásticas - Pintura, na Escola Superior de Belas Artes do Porto em 1989. Fundador do Curtas Vila do Conde Festival Internacional de Cinema em 1993, do qual é ainda é director. Programador de diversas secções retrospectivas e em diversas mostras e ciclos em Portugal e no estrangeiro. Fundador e director da Agência da Curta Metragem, criada em 1999. Fundador e coordenador do projecto educativo Animar (2006-2017). Director artístico e coordenador das actividades Solar — Galeria de Arte Cinemática desde a sua criação, em Março de 2005. Vice –presidente do Short Circuit (entre 2012 e 2017), organismo europeu de distribuição de cinema e vídeo arte. Coordenação nacional do projeto O Dia Mais Curto. Desde de 2004 tem comissariado várias exposições na Solar — Galeria de Arte Cinemática. Pontualmente tem participado como curador em programações de outras instituições tais como o Museu Soares dos Reis, a Fundação de Serralves, o Teatro Rivoli no porto e o Centro de Memoria em Vila do Conde. Entre 2010 e 2011 foi um dos coordenadores do projecto Estaleiro e neste momento, é co-director artístico do projecto Campus, projecto de produção e formação ligado ao cinema e artes performativas. Produtor de diversos filmes como: ”Semente Exterminadora”, de Pedro Neves Marques, “Noite sem distância”, de Lois Patino, “Vila do Conde espraiada”, de Miguel Clara Vasconcelos, “O milagre de Santo António”, de Sergei Loznitsa, “Fernando que ganhou um pássaro do Mar", de Felipe Bragança e Helvécio Marins Jr. Foi também co-produtor da série “10 - uma série de curtas metragens”: “Kalkitos”, de Miguel Gomes, “Remains”, de Sandro Aguilar, “Dieci minuti alla finne”, de Danielle Cipri e Franco Maresco, “Beacon”, Matthias Mueller e Christoph Girardet.

Mario Micaelo
Direção Artística

Nascido na República Democrática do Congo em 1965, de nacionalidade portuguesa. Formou-se na Escola Superior de Belas Artes do Porto com o Ciclo Especial de Artes Plásticas – Pintura. Frequentou o Mestrado de Arte Multimédia da Faculdade de Belas Artes do Porto. É professor desde 1986 e do Ensino Secundário desde 1992. Leccionou ainda na Escola Superior Artística do Porto, a título de experiência, durante um ano letivo. Cineclubista desde 1981, foi fundador do Cineclube de Vila do Conde no qual permaneceu como membro dos corpos gerentes até 1996. Fundador do Festival Internacional de Curtas Metragens de Vila do conde em 1993 e, desde então, membro da direção. Desde início assumiu responsabilidades ligadas, nomeadamente, à Comissão de Seleção para as competições, à programação em geral, à edição de catálogos, à imagem gráfica e a outros aspectos organizativos de carácter executivo. Desde Abril de1997, data da fundação, é diretor da Curtas metragens CRL que, para além da organização do Curtas Vila do Conde, tem desenvolvido uma vasta atividade de programação e cinema e outras áreas culturais. Foi fundador da Agência da Curta Metragem, da qual se mantém como membro da Direção Executiva. Fundador e co-diretor artístico da Solar – Galeria de Arte Cinemática, desde Março de 2005. Comissariado das exposições de Dominique Gonzalez-Foerster (2002), “Revisitations”, de Matthias Muller e Christoph Girardet (2005), “Imitations of Life” de Mike Hoolboom (2007) e “T.D.”, de João Penalva, na Solar — Galeria de Arte Cinemática. Comissariado da exposição "No Cinema" (2008), no Centro de Memória, em Vila do Conde, com obras de Tsai Ming-liang, Matthias Müller, Christoph Girardet, Graham Gussin, Sandra Gibson, Luis Recoder, Ariane Michel e Cesário Alves. Coautor do projeto Estaleiro – Imagens, Sons e Ideias em Movimento, de programação, produção e formação, em áreas de cinema, artes-plásticas e música, que teve implementação na região Norte desde início em 2011.

A Equipa por de trás deste projecto é constituída por elementos das mais variadas areas, desde artes e Cinema a gestão e Produção cultural. Esta equipa propõe-se representar os interesses sociais e escolares em vila do conde e cidades vizinhas, apoiando e Promovendo a integração da produção artistica e cultural no plano curricular das Escolas.

01 Create Europe Media
02 Instituto do cinema e do audiovisual
03
03 Republica Portuguesa
06 Curtas Metragens CRL
animar.curtas.pt desenvolvido por Bondhabits. Agência de marketing digital e desenvolvimento de websites e desenvolvimento de apps mobile